A ideia de frota compartilhada está cada vez mais em pauta. Da mesma forma que a demanda por maior transparência, sustentabilidade e responsabilidade social nas empresas, critérios presentes no ESG - Environmental, Social and Governance. 

 

Usado para medir as práticas de uma empresa nos campos ambientais, sociais e da ética, o ESG propõe que os investidores não analisem apenas os aspectos financeiros de um negócio. Mas, sim, que considerem ações que a companhia adota para: 

  • - Diminuir seu impacto no meio ambiente – objetivo que está diretamente ligado a adoção de práticas inteligentes, como a frota compartilhada; 

  •  - Colaborar com a construção de uma sociedade mais justa; 

  •  - Atuar de modo transparente e correto. 

 

Isso porque, cada vez mais, o comportamento das empresas em relação a essas questões é determinante na construção da imagem da companhia. Sem contar que as organizações precisam prestar contas aos seus diversos stakeholders – clientes, colaboradores, investidores, etc. 

 

Além disso, com o tempo, essa postura responsável tende a impactar significativamente seu valor de mercado, aumentando a capacidade de atrair bons investimentos. 

 

Como parte desse processo mais eficiente e prático, o car sharing corporativo entra em cena, promovendo a sustentabilidade e gerando outras facilidades e motivos para transformar uma gestão de frota convencional em uma operação compartilhada. Ou seja, ainda que a área de frotas não possa entregar todas as metas que tornarão a empresa mais sustentável, com a eficiência da operação, ela vai colaborar significativamente com esse propósito. 

 

Siga na leitura e descubra a relação entre frota compartilhada e a estratégia ESG – Environmental, Social and Governance. 

 

ESG: operações mais sustentáveis nas organizações 

 

A união dos três fatores anteriormente citados permite que uma empresa demonstre seu real interesse em operações mais sustentáveis. Bem como, planeje maneiras de atingir esse objetivo – saiba mais! 

 

Environmental/Meio ambiente, é uma das maiores preocupações dos tempos atuais e pretende que as companhias tenham posições muito claras – e corretas - em relação a temas como: 

  •  
  • - Aquecimento global e emissão de carbono; 

  • - Poluição do ar e da água - este item, tanto quanto o anterior, são bastante favorecidos com uma operação de frota compartilhada; 

  • - Eficiência energética; 

  • - Gestão de resíduos; 

  • - Escassez de água. 

 

Isso porque a forma como as empresas lidam com essas questões gera consequências de longo alcance na sociedade e no planeta no geral. 

 

Por sua vez, o Social envolve a maneira como a organização respeita seus clientes, parceiros e colaboradores. Bem como a cultura reforça pilares como inclusão e diversidade, gerando um efeito positivo e crescente na comunidade. 

 

Também tem relação com: 

  • - Respeito aos direitos humanos e às leis trabalhistas;  

  • - Engajamento dos colaboradores e parceiros; 

  • - Satisfação dos clientes; 

  • - Proteção de dados e privacidade; 

  • - Relações com a comunidade  

  • - Capacitação da força de trabalho. 

  •  

Finalmente, Governança é um critério que pode ser dividido em duas partes. A primeira diz respeito à transparência e compliance, enquanto a segunda parte tem ligação com o sistema interno de controles, práticas e procedimentos para uma gestão mais eficiente e com total visibilidade. 

 

Aqui podemos citar questões como: 

  • - Sistemas de auditoria; 

  • - Forte ética corporativa; 

  •  - Relação com entidades sociais, públicas e com a sociedade. 

  •  

Agenda sustentável é essencial para as empresas 

 

As grandes nações do mundo estão empenhadas em aumentar os cuidados com o meio ambiente em suas operações, exigindo das empresas uma agenda de sustentabilidade robusta – um dos motivos que torna a iniciativa de ter uma frota compartilhada ainda mais atrativa! 

 

A União Europeia, por exemplo, fechou o Acordo Verde Europeu, onde todos os países membros se comprometeram com metas bastante ambiciosas até o ano de 2050.  

 

De modo resumido, as nações da UE se comprometem a eliminar emissões líquidas de gases de efeito estufa e a ter um crescimento econômico desvinculado do uso de recursos que comprometam o meio ambiente. Além disso, critérios de financiamento e investimento baseados no ESG reforçam a necessidade das companhias estarem atentas a uma agenda sustentável.

 

Caso contrário, correrão o risco de serem menos competitivas, comprometendo o crescimento dos seus negócios. 

 

Frota compartilhada: sustentabilidade que atende a ESG 

 

Adotar processos sustentáveis pode parecer mais complexo do que realmente é. Além disso, muitas destas mudanças provavelmente terão um impacto positivo não apenas no meio ambiente, mas também no orçamento da empresa. 

 

É o caso de ações que ofereçam maior eficiência hidráulica e elétrica ou que permitam regular a temperatura sem uso de ar condicionado, por exemplo. Mas, considerando que o carro é um dos grandes vilões da qualidade do ar, buscar meios de diminuir a quantidade de veículos é essencial.

 

Especialmente no caso de empresas que possuem vários automóveis em seus pátios. É aqui que entra a tecnologia, permitindo mudar a operação tradicional das frotas veiculares, transformando-a em frotas compartilhadas.Um processo 100% digital e muito mais sustentável. 

 

Isso acontece porque essa alteração na forma de gerir a frota permite resultados muito satisfatórios em prol do meio ambiente. 

Apostar no car sharing corporativo é praticar uma agenda sustentável, conforme exige a sociedade atual.   

 

Entenda como isso pode ser feito de forma prática no tópico a seguir. 

 

Por que a frota compartilhada é importante para a sustentabilidade? 

 

Uma coisa é certa: o car sharing pode realmente impactar positivamente o mundo ao nosso redor.  

 

Empresas que apostam no modelo para otimizar o uso de suas frotas corporativas ajudam a: 

 

Reduzir as emissões de poluentes   

 

Quanto mais pessoas compartilharem um automóvel, menos carros estarão nas ruas e estradas. Quanto menos carros houver, menores serão as emissões. 

 

Então um dos benefícios ambientais mais óbvios em frotas compartilhadas é a possibilidade de reduzir as emissões.  

Especialmente se a organização contar com uma plataforma de gestão de car sharing, como a Joycar, que permite um gerenciamento mais eficiente da frota. 

 

Isso ocorre porque ela promove a democratização de veículos, permitindo que mais pessoas utilizem menos carros. Ao tornar o carro corporativo uma ferramenta de mobilidade mais econômica e sustentável, Joycar promove menor impacto para o planeta com a redução de

CO2, tráfego e congestionamento das cidades. 

 

Diminuir o consumo de combustíveis 

 

Combustíveis são grandes poluidores e estão na lista dos principais detratores nos custos de frotas corporativas. Além dos resíduos do consumo em si, sua extração pode causar grandes danos ao meio ambiente. Portanto, quanto menos carros circulando, graças ao car sharing, maiores serão os benefícios. 

 

Um dos recursos da Joycar que contribuem neste ponto é a funcionalidade de caronas corporativas, que mostra ao usuário a lista de caronas disponíveis para o endereço que ele deseja ir.  Assim, a plataforma permite que o colaborador verifique o itinerário dos usuários e se encaixe no carro que vá até o seu destino. Menos carros nas ruas, menos poluentes, menos consumo de combustível. 

 

Garantir mais flexibilidade para os funcionários 

 

Talvez uma das coisas mais interessantes em frotas compartilhadas seja a liberdade de escolha e comodidade para suas equipes. E, como você pôde ver no tópico anterior, a Joycar tem recursos específicos para isso. 

 

Dessa forma, o agendamento de carros corporativos é feito em poucos cliques. O usuário faz sua reserva através do site ou aplicativo Joycar e a disponibilidade da frota é exibida em tempo real, ajudando o colaborador na escolha do carro.  

 

Um processo digital, descomplicado e rápido: Além disso, o veículo pode ser acessado com o crachá ou através do smartphone. Isso otimiza a gestão de recursos, facilita o dia a dia do gestor de frota e ainda garante mais economia para a empresa e conforto para seus funcionários. 

 

Cada vez mais as empresas são analisadas por seus valores corporativos, conforme preconiza a estratégia ESC. Adotar uma operação de frota compartilhada é uma maneira eficiente de ter uma agenda de sustentabilidade robusta. 

 

Converse com nossa equipe e saiba mais sobre o assunto: 

 

The best platform for shared corporate fleet management

Fully digital experience for the user: they book any vehicle, from anywhere, when needed. Fast and uncomplicated.
Request viability study